Fases do fogo | Veja seu processo de desenvolvimento

Sabemos do perigo que um incêndio representa, e já vimos aqui informações importantes como a teoria do fogo e a diferença entre fogo e incêndio. Vamos então, entender sobre as fases do fogo, seu processo de desenvolvimento e algumas de suas características.

Em primeiro lugar, há três estágios para o desenvolvimento do fogo: a fase inicial, a queima livre e a queima lenta. Por isso, vamos abordar cada uma delas em tópicos separados.


Fases do fogo

Fase inicial

Queima inicial

Independente de como sucede a origem do fogo, em sua fase inicial o nível de oxigênio do ambiente a princípio é alto, acima de 20%. O fogo gera vapor d’água (H2O), assim como gases inflamáveis dióxido de carbono (CO2) e monóxido de carbono (CO).

A fase inicial é o princípio de incêndio e o fogo está progredindo lentamente. O calor está sendo consumido no aquecimento de materiais combustível e irá evoluir com o aumento do fogo. A temperatura do ambiente pode chegar acima de 537°C, superior à temperatura externa.

Queima livre

Queima livre

Essa é uma das fases do fogo onde acontece o efeito da convecção. É quando o ar quente sobe e permite a entrada de ar fresco nos pontos mais baixos do ambiente.

Os gases aquecidos levam o calor para cima e dessa forma forçam, de cima para baixo, o ar frio junto ao chão. Esse é um dos motivos que faz com que os bombeiros se mantenham abaixados ao entrar no ambiente.

Na queima livre, o local está em chamas e como resultado a temperatura aumenta, podendo passar dos 700C°. Inspirar esse ar tão elevado certamente pode queimar os pulmões. Quanto a duração da queima livre, dependerá da quantidade de material combustível presentes no ambiente.

Queima lenta

Queima lenta

Após iniciada a queima livre, o fogo continua consumindo o oxigênio até o ponto em que o comburente – geralmente o ar – é insuficiente para mantê-lo.

Sendo assim, temos o seguinte cenário: as chamas consomem todo combustível e ar existentes; o nível de oxigênio ficará abaixo de 15% e se não houver uma entrada repentina de ar – que conhecemos como backdraft -, certamente esse nível irá diminuir até fazer com que o fogo seja reduzido a brasas.


E essas são as fases do fogo, um processo de desenvolvimento que facilita compreender esse fenômeno e saber como combatê-lo de forma eficiente.

Por fim, não deixe de intervir na segurança do seu estabelecimento com o sistema de detecção e alarme de incêndio. Confira aqui nossas melhores soluções para você.

Author avatar
Alana Santos
https://journal.ulti.com.br/