Saída de emergência | Características e importância

Assim como tantas medidas preventivas, a saída de emergência também faz parte da prevenção e combate ao incêndio. Sendo assim, vamos conhecer melhor as características e a importância desta rota de fuga essencial para as indústrias. Confira a seguir.


Saída de emergência

As saídas de emergência tratam-se de estruturas especiais projetadas para que as pessoas possam abandonar uma edificação em segurança e sem danos à integridade física em caso de incêndio ou outros sinistros. Além disso, ela permite fácil acesso para bombeiros em casos de resgate e combate ao incêndio.

De acordo com a Norma de Procedimento Técnico do Paraná, a saída de emergência deve ser projetada considerando o caminho contínuo, sinalizado e protegido. Quanto ao que se refere à dimensão, a largura mínima é de 1,20m para ocupações gerais.

Incêndio

As saídas de emergência também devem contar com a iluminação de emergência – que você pode conferir aqui – para sinalizar de forma adequada a saída mais próxima à pessoa.

Já as suas portas devem se abrir para dentro das rotas de saída em ângulo de 180º ou 90º. Além disso, há portas do tipo comum e do tipo corta-fogo para o combate ao incêndio, essa última deve atender a NBR 11742.

E essas saídas correspondem à acessos ou corredores, escadas ou rampas e até mesmo à elevador de emergência. No entanto, as passagens não podem estar bloqueadas por caixas ou demais objetos e equipamentos, e o local de destino da saída deve ser seguro para todos.


Para as indústrias, as saídas de emergência são de grande importância para garantir segurança e a eficiência no combate ao incêndio e outros sinistros. Por isso não deixe de investir em uma saída bem estruturada assim como em um SDAI (Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio).

Confira aqui nossas melhores soluções em alarme de incêndio e comunicação para a sua indústria.

Author avatar
Alana Santos
%d blogueiros gostam disto: